ADE-PR: Associação de Divulgadores do Espiritismo do Paraná

Especial

Marca de nascença no menino Ian é evidência a favor da reencarnação. Assista o vídeo clicando aqui.

Série André Luiz

O texto a seguir é uma síntese muito breve da obra, para obter um resumo mais detalhado clique aqui.

Ação e reação

“Oração, disciplinas retificadoras, resistência mental, serviço ao próximo, estudo santificante criam anticorpos que imunizam contra as vicissitudes carnais”

Em Mansão da Paz, escola de reajuste situada em região inferior e dirigida pelo Instrutor Druso, André Luiz e Hilário estudam o carma (lei de causa e efeito). / Rostos humanos em meio a turbilhão de lama aeriforme. / Loucura por telepatia alucinatória. / No Cenáculo. Prepostos das Inteligências Angélicas. / Assédio. Canhonetes. Agulha de vigilância. Barreiras de exaustão. / Antônio Olímpio, assassino dos irmãos Clarindo e Leonel, no lago da fazenda. / Mãe generosa recebe filha ingrata esmagada pelo remorso. / Clichê mental de Belfegor. / O Assistente Silas. / Orzil, Guarda da Mansão, em serviço nas sombras. Cães. Psicosfera. Halo vital. / A câmara cristalina. Visita do Ministro Sânzio; seus poderes sobre a Mansão. Alzira, ex-esposa de Olímpio, também se materializa. Sânzio delibera sobre o caso. Fala sobre o carma ou “conta do destino”. / AL e Hilário, com Silas, atuam no “processo” Olímpio. Verificam que Clarindo e Leonel perseguiram o irmão, levaram Alzira à morte e transformaram Luís, filho de Olímpio, em avarento e usurário. / Visita à fazenda. Onzenários. Contatos com os irmãos. Escolas de vingadores; “desejo central”. Hipnotismo. / Silas sensibiliza Clarindo e Leonel com sua história: seu pai e a madrasta Aída, separados, porque Silas incentivou a traição dela, afinal envenenada pelo marido. Tudo pela fascinação do ouro! / Silas exemplifica o bem: caso Laudemira. / Leonel confessa o crime contra Alzira. / Clarindo e Leonel reencontram Alzira e caem genuflexos!...; são recolhidos na Mansão. / O templo; nichos vazios. Orações. Ecumenismo. / Dívida agravada: Marina fracassa; Jorge e Zilda ; Nilda, surda-muda. / Débito estacionário: Poliana e Sabino (em hibernação espiritual). / Resgate interrompido: Ildeu, Marcela; Roberto, Sônia e Márcia (“Paizinho! Não mate!”). / Delinqüentes do sexo. Aborto, doloroso crime. / Débito aliviado: Adelino, o abnegado irmão da fraternidade pura e seus filhos adotivos; reencontro com Martim Gaspar -- o pai ofendido nos braços do filho regenerado! / Dívida expirante: Leo. / Resgates coletivos. / Surpresa: Druso e Silas, pai e filho, reencontram Aída. Definições. / Despedida.

“Sustentamos a luz do amor e do conhecimento no seio das trevas.” / A salvação só é importante para quem deseja salvar-se. / A ordem é a base da caridade. / Desespero e revolta não servem como pagamento nos tribunais divinos. / Cessada a loucura e a rebelião, o Espírito culpado cai no remorso e na penitência. / Às densas trevas, só aportam as consciências entenebrecidas em crimes deliberados. Não se ergue o espinheiro do sofrimento sem as raízes da culpa. Todos os crimes e faltas se revelam algum dia! / Com o suor do trabalho e o pranto da expiação lavamos as máculas da consciência. / Cada um cria com suas obras o inferno em que se aprisiona. Tudo que nos escravize à ignorância, à miséria, à preguiça, ao egoísmo, à crueldade e ao crime fortalece a treva e o inferno, contra a luz e o Céu. / A morte do corpo inicia a colheita da vida. / Recebemos inconscientes e devedores, mas não insensatos e rebelados. / Nossas criações mentais preponderam em nossa vida. / Efetuemos nossa sublimação, pelo conhecimento e a virtude. / Quanto mais conhecimento, mais responsabilidade. / O bem é nossa ação a favor de todos, e o mal é o bem só para nós. / O destino, em nova existência, está guardado na mente. / A prática da fraternidade e do estudo dá recursos educativos e renovadores. / O inferno exprime-se nas zonas inferiores. / “Reconcilia-te depressa com teu adversário, enquanto te encontras a caminho com ele...” / Ninguém vence sozinho! O Criador atende à criatura pela criatura. / Os que amam realmente governam a vida. / Criamos o destino todos os dias. / “Aprende a sofrer com humildade, para que a tua dor não seja só orgulho ferido.” / Ninguém se reúne no casamento sem o vínculo do passado. / A reencarnação no resgate é recapitulação perfeita. Somos tentados hoje pelas nossas fraquezas, como ontem.

Veja também:

ADE-PR © 2019 / Desenvolvido por Leandro Corso