ADE-PR: Associação de Divulgadores do Espiritismo do Paraná

Especial

Marca de nascença no menino Ian é evidência a favor da reencarnação. Assista o vídeo clicando aqui.

Jornal Comunica Ação Espírita | 144ª edição | 03 de 2021.

Editorial

 

Educação, tarefa para toda a vida

 

Todos sabemos que uma das grandes preocupações de Allan Kardec sempre foi a educação, especialmente porque antes de se dedicar à Doutrina Espírita já se notabilizara na área da pedagogia.

Professor e autor de muitos livros e trabalhos sobre o assunto, mais importância ele deu ao concluir que a sociedade só poderia progredir e se tornar melhor, menos egoísta e viciosa e mais fraterna e solidária, quando o espírito encarnado recebesse uma educação integral e não apenas intelectual.

O texto da página 5 que serviu de base para o debate em um dos recentes programas Diálogo Espírita (canal 5 Claro/NET e YouTube para quem está fora de Curitiba), mostra-nos a complexidade deste processo que se inicia no lar desde os poucos meses de vida do espírito em sua nova jornada terrestre e avança com os primeiros passos na escola, mas não tem data para terminar, prosseguindo por toda a existência.

Isso ocorre porque, além de incluir facetas diversas como as citadas na matéria, muitas delas exclusivas da idade adulta, também elas e talvez todas as demais, requerem empenho próprio na sua conquista. No lar podemos adquirir a educação moral, a religiosa – não necessariamente suficiente para suprir aquela - a alimentar, a sexual ou a financeira.

Das instituições de ensino temos a expectativa de ver atendida a obtenção de boa educação no que se refere à instrução formal, conhecimentos gerais e fundamentais e, posteriormente, especializados e técnicos.

Entretanto, estaremos iludidos se acharmos que isso será suficiente para nos tornar pessoas bem educadas equilibradamente em todas as áreas. Por isso é melhor falarmos em autoeducação, um trabalho de construção de si mesmos. É de nossa responsabilidade, pelo uso inteligente do livre-arbítrio movido pela vontade, buscarmos o aperfeiçoamento no modo de ser e agir.

Estar educado é estar preparado para enfrentar os desafios impostos pela reencarnação em todos os setores da vida tanto nas relações consigo mesmo como com as outras pessoas. Educar-se é um processo contínuo que tem por meta errar cada vez menos e acertar cada vez mais.

Educar é buscar o burilamento de caráter e de sentimentos de tal maneira que nos tornemos cada vez mais aptos a compreender o mundo material em que nos encontramos, porém, plenamente conscientes das implicações que tudo isto acarreta em nossa essência espiritual.

Não há um só pensamento, sentimento ou ato que não tenha reflexos em nossa intimidade mais profunda. O sofrimento, ensinam-nos os Espíritos, é inerente à condição de imperfeição. Portanto, se aspiramos ser felizes desde o aqui e agora, mas, principalmente, amanhã e no Além, é absolutamente necessário investirmos na educação ampla que conduz à perfeição, tanto de quem estiver sob a nossa dependência orientativa como, sobretudo, de nós mesmos.

No imenso oceano das experiências humanas, educar é preciso.

Receba em casa a versão impressa do jornal Comunica Ação Espírita

Assine agora mesmo

ADE-PR © 2021 / Desenvolvido por Leandro Corso