ADE-PR: Associação de Divulgadores do Espiritismo do Paraná

Especial

Marca de nascença no menino Ian é evidência a favor da reencarnação. Assista o vídeo clicando aqui.

Jornal Comunica Ação Espírita | 80ª edição | 07 de 2010.

Médicos comprovam a existência de braço-fantasma

Notícia veiculada pela BBC do Brasil em 09 de abril do ano passado dava conta de que médicos suíços, através de ressonância magnética haviam conseguido comprovar a existência de um braço-fantasma em uma mulher que antes havia perdido os movimentos do braço esquerdo após sofrer um derrame cerebral.

Poucos dias após o AVC, a paciente de 64 anos de idade passou a afirmar que não só via como era capaz de usar o novo braço para tocar objetos e mesmo coçar o braço direito. A confirmação veio em exames realizados no Hospital Universitário de Genebra que detectou o comando do cérebro ao falso braço e reconhecendo-lhe as ações. Segundo a mulher, o novo braço ficava à sua esquerda e possuía uma cor de leite, quase transparente.

Ainda segundo o médico-chefe que analisou as imagens, o caso torna-se mais raro porque o paciente não só sente o membro imaginário como pode vê-lo e movimentá-lo à vontade. O fenômeno, em suas linhas gerais, está associado a pessoas que têm algum membro amputado e ocorre entre 50 e 80% dos casos onde se acusa sensações de tato e dor.

Para nós espíritas, esta descoberta possui amplas implicações com a existência do perispírito ou corpo espiritual, cuja natureza semimaterial, segundo alguns estudiosos, ou puramente energéticos, para outros, é de qualquer forma, o intermediário entre o corpo físico e o espírito ou alma. O perispírito tem um papel fundamental em diversas áreas das atividades do espírito encarnado e também dos desencarnados. Entre elas estão as condições de saúde e a mediunidade.

Receba em casa a versão impressa do jornal Comunica Ação Espírita

Assine agora mesmo

ADE-PR © 2019 / Desenvolvido por Leandro Corso