ADE-PR: Associação de Divulgadores do Espiritismo do Paraná

Especial

Marca de nascença no menino Ian é evidência a favor da reencarnação. Assista o vídeo clicando aqui.

Jornal Comunica Ação Espírita | 81ª edição | 09 de 2010.

Cartas psicografadas presentes em novo filme espírita

Com estreia prevista no final deste ano, “As mães de Chico” tem direção de Glauber Filho e Halder Gomes, mas ao contrário da cinebiografia que foi assistida por 3,4 milhões de espectadores, Chico Xavier não protagoniza o filme. Trata-se das histórias de três mães que se cruzam após receber, pela psicografia do médium, notícias dos filhos mortos. O filme, inspirado no livro “Por trás do véu de Ísis”, de Marcel Souto Maior, nasceu a partir de três cartas reais, porém as narradas no filme são fictícias.

Nelson Xavier que interpretou Chico no sucesso anterior, retoma o papel. Já as atrizes são Vya Negromonte cujo filho adolescente tem problemas com drogas, Vanessa Gerbelli que busca suprir a ausência do marido dando total atenção ao filho e Tainá Muller, professora que enfrenta o dilema de uma gravidez não planejada. No time masculino, além de Xavier, estão Herson Capri, marido de Ruth (Vyia Negromonte) e Caio Blat, analista que tenta entrevistar o médium e ganhar audiência com seu dom.

"O filme conta uma bela história, um drama... que toca um aspecto que está presente nas nossas vidas", fala Gomes. Glauber completa "queremos que ocorra uma identificação com as mães e com aqueles que perderam um ente querido... mais ou menos o que o Chico fazia e queremos criar isso no filme ...".

As filmagens foram realizadas em Guaramiranga, Fortaleza e Pacatuba, no Ceará e em Pedro Leopoldo-MG, cidade natal de Chico Xavier. É uma produção da Estação da Luz, a mesma de “Bezerra de Menezes” e teve um custo de 4 milhões de reais.

Referências

Baseado em texto de Danielle Noronha, UOL, 05 de setembro de 2010.

Receba em casa a versão impressa do jornal Comunica Ação Espírita

Assine agora mesmo

ADE-PR © 2019 / Desenvolvido por Leandro Corso