ADE-PR: Associação de Divulgadores do Espiritismo do Paraná

Especial

Marca de nascença no menino Ian é evidência a favor da reencarnação. Assista o vídeo clicando aqui.

Jornal Comunica Ação Espírita | 88ª edição | 11 de 2011.

Esperanças, apesar das adversidades e indiferença

      Mais uma etapa vencida na existência da ADE-PR. Em outubro completou 16 anos de atividade e agora, em dezembro, chega ao término mais uma gestão de diretoria. Apesar de desfalcada, desde março deste ano, da maioria de seus membros, inclusive, cargos-chave como presidente e o responsável pela área financeira, os trabalhos não sofreram solução de continuidade.

      Evidentemente que o Relatório da Administração, a ser publicado na próxima edição, demonstrará que este período de dois anos não apresentou grandes realizações. Não há como, somente quatro pessoas, avançar satisfatoriamente em tarefas que deveriam ser implementadas por dez.

      Assim, a preocupação maior foi pela manutenção das rotinas com destaque para a publicação regular e pontual deste jornal e a participação na TV, além do site que até teve melhorias a partir do segundo semestre de 2011. Destaques mesmo apenas a recente Semana Bezerra de Menezes e a reintegração do Clube do Livro.

      Entretanto, muitos objetivos desdobrados em metas do Planejamento Estratégico ficaram adormecidos à espera de mais mão de obra. Talvez o maior mérito esteja no fato de se chegar ao final do ano com esperanças renovadas e perspectivas mais otimistas, justamente ao se driblar a última das muitas crises que ameaçaram a própria sobrevivência da ADE-PR.

      Uma oferta de auxílio aqui, outra acolá; algumas pessoas dispostas a ocupar espaços – e cargos. Talvez 2012 seja menos turbulento que 2011

Com, sem ou apesar da FEP

      Mas não se pode esconder a decepção em relação à Federação Espírita do Paraná que, apesar da inquestionável qualidade do trabalho desenvolvido junto ao Movimento Espírita paranaense, no que diz respeito à ADE-PR, ficou devendo. Verdade que, embora pequena e com todos os seus problemas, a ADE-PR não pode abrir mão de sua autonomia administrativa. Temos personalidade jurídica própria, estatutos contendo princípios e diretrizes de conduta e independência financeira. Porém, interesses, necessidade e dever de bem servir à causa espírita impõem-nos também a busca de cooperação com outras instituições, evitando o isolamento e desperdício de esforços.

      Nenhuma instituição, por maior, mais poderosa e produtiva que seja, pode desprezar a contribuição de pessoas sinceras; ninguém é absoluto dono do saber para não aceitar ouvir, discutir e analisar sugestões externas. Ninguém pode se considerar tão autossuficiente que não tenha nada a aprender. Nem nós. E nem os outros!

    E, no entanto, praticamente um ano de silêncio da FEP em relação ao documento que reivindicava providências simples como um link do site da ADE ao seu portal eletrônico ou permissão para distribuir este jornal nas dependências da entidade maior, especialmente nos domingos pela manhã. Livros escritos por autores da ADE-PR aguardam selo de qualidade para serem disponibilizados na livraria Mundo Espírita e, por consequência, recomendados para distribuição nos Centros Espíritas federados de todo o estado.

    Tão frustrante quanto o silêncio sobre o documento foi a dolorosa indiferença com a situação vigente na ADE-PR este ano. Nem uma única palavra de solidariedade ou incentivo, gestos que vimos surgir de diversas pessoas individualmente, algumas de muito longe. Mas lá como cá, novas aragens se aproximam. Talvez ainda seja possível construir juntos.

Receba em casa a versão impressa do jornal Comunica Ação Espírita

Assine agora mesmo

ADE-PR © 2019 / Desenvolvido por Leandro Corso