ADE-PR: Associação de Divulgadores do Espiritismo do Paraná

Especial

Marca de nascença no menino Ian é evidência a favor da reencarnação. Assista o vídeo clicando aqui.

Jornal Comunica Ação Espírita | 105ª edição | 09 de 2014.

Instituto americano prevê descoberta de vida alienígena em 20 anos

  • A 500 anos-luz da Terra, o Kepler 186-f é o mais similar entre os cerca de 1800 exoplanetas já descobertos A 500 anos-luz da Terra, o Kepler 186-f é o mais similar entre os cerca de 1800 exoplanetas já descobertos

Estudo divulgado em agosto pelo Instituto de Tecnologia de Massachusetts concluiu que a descoberta de vida alienígena é inevitável e virá em até 20 anos. Já em 2007, o astrônomo Seth Shestak afirmou que até 2015/2030 encontraremos vida extraterrestre. “Hoje só se consegue ver 1000 sistemas solares. Nos próximos 25 anos veremos um milhão deles.” 

Esta convicção está embasada no grande aperfeiçoamento tecnológico (telescópios) e na descoberta dos exoplanetas a partir de 1988 e que até março de 2014 somavam 1779.  Ainda são poucos os que guardam semelhança com a Terra ou apresentem condições favoráveis à vida, entre eles o Kleper 186f cuja descoberta foi anunciada em abril deste ano.

Em 2008 Duncan Forgan, astrofísico Universidade de Edimburgo (Escócia), estimava existir 361 civilizações inteligentes em nossa galáxia e 37.964 fora dela. Até 2011 o telescópio Kepler havia detectado 1235 planetas ou astros prováveis planetas. Do total, 54 orbitam suas estrelas na chamada “zona habitável” e destes, cinco tinham diâmetro próximo ao da Terra. Cientistas estimam que oito de cada 10 seriam confirmados como planetas. O universo observável tem 93 bilhões de anos-luz e nossa galáxia 100 mil anos-luz. O número estimado de estrelas no universo é de 300 sextilhões e na Via Láctea de 300 bilhões. São números de causar vertigem. 

A Doutrina. Espírita tem como um de seus fundamentos a crença na pluralidade dos mundos habitados, afirmando mesmo (questão 55 de O Livro dos Espíritos) que todos os globos são habitados com algum tipo de vida, ressalvando que os corpos de seus habitantes são diferentes dos nossos.

Em A Gênese encontramos: Há alguns milhões de séculos... nossa terra ainda não existia... entretanto, planetas habitados já davam vida a uma multidão de seres, nossos predecessores na carreira humana... algumas nebulosas são via-lácteas de mundos habitados...(cap. VI, item 16) uma diversidade prodigiosa, inimaginável se acha espalhada pelas moradas etéreas que vogam no seio dos espaços.

Receba em casa a versão impressa do jornal Comunica Ação Espírita

Assine agora mesmo

ADE-PR © 2017 / Desenvolvido por Leandro Corso