ADE-PR: Associação de Divulgadores do Espiritismo do Paraná

Especial

Marca de nascença no menino Ian é evidência a favor da reencarnação. Assista o vídeo clicando aqui.

Jornal Comunica Ação Espírita | 111ª edição | 09 de 2015.

A Medicina de mãos dadas com o espírito

  • A partir da esquerda, Décio Iandoli Jr, Gilson Roberto e Andrei Moreira, durante sessão de autógrafos no 1º SimpAME-PR A partir da esquerda, Décio Iandoli Jr, Gilson Roberto e Andrei Moreira, durante sessão de autógrafos no 1º SimpAME-PR

Cerca de 280 pessoas prestigiaram o 1º Simpósio Paranaense de “Saúde, Ciência e Espiritualidade – uma conexão do conhecimento para a saúde integral”, promovido pela AME-PR – Associação Médico-Espírita do Paraná, nos dias 19 e 20 de setembro.

Na abertura, Gilson Roberto, presidente da AME-Brasil e AME-RS, abordou o tema “Ansiedade”, seguido por Andrei Moreira, da AME-MG que tratou de “Síndrome do Pânico e Fobias”. A busca nos consultórios médicos, afirmou, é por anestesia e não pela cura; quer-se somente o alívio imediato e esta funciona como pintura nova em parede mofada. Após a beleza temporária, o efeito ruim retorna por causa da infiltração. Frisou que há causas de traumas desta existência e das reencarnatórias.

“Suicídio e Alma” foi o tema de Gelson Luis Roberto. Apresentou vários números referentes ao problema, grupos mais propensos e garantiu que por trás de todas as causas naturais como perdas materiais, luto, depressão, enfermidades, etc está a falta de espiritualidade, ausência de valores que poderiam preencher vazios.

Décio Iandoli Jr, presidente da AME-MS desenvolveu a temática “Fisiopatologia Espiritual do Câncer”. Embora alertando que falava de hipótese, toda a explanação caminhou por demonstrar as inequívocas conexões existentes entre enfermidades, não só o câncer, com a saúde da alma. 

Serviu-se de ensinamentos do espírito André Luiz sobre a dinâmica celular definida como “animáculos infinitesemais domesticados”. E lembrou que para uma doença se manifestar há necessidade de dois fatores atuando juntos, o predisponente e o desencadeante.

No domingo falaram novamente Gilson Roberto com “Fibromalgia e a Linguagem Símbólica do corpo”; Marlon Reikdal sobre “O Cultivo da Tristeza”; Décio Iandoli sobre “Fisiologia do Envelhecimento por uma Visão Transdimensional” e Andre Moreira sobre “Depressão”.

A organização do evento informou que em aproximadamente 30 dias todas as palestras estarão disponíveis no site www.amepr.org/amepr/ liberadas para download gratuito.

Receba em casa a versão impressa do jornal Comunica Ação Espírita

Assine agora mesmo

ADE-PR © 2017 / Desenvolvido por Leandro Corso