ADE-PR: Associação de Divulgadores do Espiritismo do Paraná

Especial

Marca de nascença no menino Ian é evidência a favor da reencarnação. Assista o vídeo clicando aqui.

Jornal Comunica Ação Espírita | 116ª edição | 08 de 2016.

O que dizem outros jornais

A volta do Dr. Fritz

 

Lemos no jornal Opinião – ccepars@gmail.com (Porto Alegre-RS, ed. nº 242) que o renomado jornalista Paulo Germano, em sua coluna no jornal Zero Hora de 11-12 de junho, relatou a cura impressionante de um amigo seu, o professor de jornalismo Fabian Chelkanoff, através de uma cirurgia espiritual realizada pelo médium gaúcho Mauro Vieira incorporado pelo espírito do Dr. Fritz.

A coluna de Opinião envereda para outro tipo de análise que ao fato em si. Quanto a nós, fazemos aqui esse registro apenas como notícia recente, uma vez que desde que a mídia deixou de se ocupar da atuação por este meio do médium Rubens Faria, não se ouviu mais falar no famoso médico alemão.

Antes dele, também Edson Queiroz e Arigó afirmaram promover curas, em geral, com incisões, sob atuação direta desse espírito. Os dois primeiros tiveram morte violenta e Rubens Faria Júnior teria sido avisado que teria o mesmo gênero de desencarnação, o que, ao menos para a época prevista, não se confirmou.

As cirurgias espirituais, especialmente as com cortes sempre causaram muita polêmica fora e dentro do meio espírita e quase sempre renderam processos aos médiuns por prática ilegal de medicina, curandeirismo, charlatanismo, etc. 

Atualmente, trabalho semelhante é desenvolvido por João Teixeira de Faria, o João de Deus, em Abadiânia-GO, mas incorporando outros espíritos. Reportagem de capa da revista Veja, de 06 de julho último, revela que cerca de cinco milhões de pessoas já passaram pelo seu atendimento.

É sempre bom lembrar que mediunidade não é exclusividade de Espiritismo. O próprio João de Deus, embora se diga respeitador de todas as crenças e ter recebido orientações diretamente de Chico Xavier, se diz católico, devoto de Santa Rita de Cássia, usa roupas brancas nos atendimentos que faz num recinto com altar e várias imagens.

Mesmo fora do ambiente espírita podemos encontrar belíssimos exemplos de mediunato, como parece ser o caso de João de Deus, porém é sempre recomendável muita cautela ao se lidar com esse tipo de atividade para fazer a separação do joio do trigo.

 

As frustrações nossas de cada dia

 

O título acima soa negativo; ninguém gosta de sofrer frustrações. Ele foi transcrito do artigo de José Luiz Condotta, médico psiquiatra, na Revista Internacional de Espiritismo – oclarim@oclarim.com.br (Matão-SP, ed. junho/16). Mas há aspectos positivos nelas, ou melhor, pior que tê-las – e todos nós as temos – é não saber superá-las. 

Vejamos algumas frases pinçadas do texto. Uma criança superprotegida que tem seus desejos satisfeitos sempre de imediato pode ter dificuldades adaptativas na fase adulta frente às frustrações. Tem grande probabilidade de tornar-se insatisfeita e pode desenvolver crises emocionais... 

Quase todos os contextos da sociedade parecem querer livrar o ser humano dessa experiência.  No lar, os pais se esforçam para... na tentativa de protegê-lo contra uma possível frustração. As políticas públicas querem dar à população... um conforto psicológico... As escolas procuram agradar os pais e os alunos na tentativa de afastá-los da frustração... A medicina se esforça para curar... nem que tenha que exceder-se  na prescrição de medicamentos.

(...) evitar frustrações funciona como um bloqueador importante à maturidade espiritual, pois pode determinar uma adaptação deficiente para a vida em sociedade. O melhor é saber adiar o êxito...

Algumas pessoas, diante da frustração, se lançam agressivamente contra os outros como se estes fossem os culpados pela situação; outros se acusam e voltam a agressividade contra si próprios; e existem aqueles que afirmam que não há culpados..., o que lhes permite condutas mais construtivas.

Existem vários tipos de frustração... por conflito na escolha de duas coisas desejáveis; conflito na decisão de uma escolha que implicará na frustração do não escolhido e entre duas coisas indesejáveis, mas inevitáveis.

A frustração deve ser enfrentada para evitar comportamentos doentios como fuga de situações frustrantes no passado, compensação como comer em excesso, drogas, álcool, trabalho compulsivo...

(...) os conhecimentos sobre o espírito, o cultivo das virtudes e o entendimento e sentido da vida são essenciais pata a evolução da maturidade espiritual...

 

 

Receba em casa a versão impressa do jornal Comunica Ação Espírita

Assine agora mesmo

ADE-PR © 2019 / Desenvolvido por Leandro Corso