ADE-PR: Associação de Divulgadores do Espiritismo do Paraná

Especial

Marca de nascença no menino Ian é evidência a favor da reencarnação. Assista o vídeo clicando aqui.

Jornal Comunica Ação Espírita | 120ª edição | 06 de 2017.

Traços Biográficos

 O eminente pesquisador, orador e escritor espírita Jorge Andréa dos Santos desencarnou aos 100 anos no dia 1º de fevereiro último. Ele havia se tornado centenário no dia 10 de agosto quando nasceu em Salvador, Bahia, no ano de 1916. Por mais de 50 anos integrou o quadro de expositores do ICEB- Instituto de Cultura Espírita do Brasil, no Rio de Janeiro, presidido por ele entre 1984 e 1985. Atualmente integrava o seu Conselho Diretor, a condição de presidente de honra.
 Sua formação profissional foi de fundamental importância para a própria contribuição que ele deu ao Espiritismo. Foi oficial da Força Aérea Brasileira onde trabalhou como médico psiquiatra e esse conhecimento e experiência permitiram que toda a sua obra visasse desvendar o inconsciente humano, ou seja, a própria essência da alma encarnada.
 Desde 1947, participava de congressos, seminários e mesas redondas promovidas em várias regiões do país, além dos cursos que ministrava no Rio de Janeiro. Jorge Andréa foi membro da Associação Brasileira de Jornalistas e Escritores Espíritas (ABRAJEE), atual ABRADE - Associação Brasileira de Divulgadores do Espiritismo, e da Associação Médico-Espírita do Rio de Janeiro (AME-RJ). Participou, ainda, até meados de 2015, do programa “Fala Doutor”, da Rede Boa Nova de Rádio, no qual respondia perguntas e dúvidas dos ouvintes.
  Temas relacionados à Psicologia, Parapsicologia, Psicanálise, Biologia, Evolução, Reencarnação estão presentes em suas mais de 30 obras e mais de 400 artigos publicados em revistas espíritas com enfoque científico na Doutrina Espírita.
 Para se ter uma ideia aproximada do valor da obra de Jorge Andréa, selecionamos alguns textos extraídos de seus livros e artigos. Não chega a compor um painel completo de todos os assuntos por ele tratados, porém, são suficientes para refletir um pouco da abrangência e, principalmente, a essência dos temas, o perfil dos conteúdos e sua profundidade, sem trocadilhos, uma vez que, na maioria das vezes, excursiona para o íntimo da psique humana.
 Livro “Dinâmica Psi”, sobre mediunidade: os processos anímicos e mediúnicos equivalem a uma catarse, drenagem para o espírito”.
 “Revista Internacional de Espiritismo”, outubro/83, assunto ‘perispírito’: teoria sobre as interligações Matéria-Espírito. O perispírito seria constituído de antimatéria sem aniquilamento. A corrente centrífuga do perispírito segue para a matéria realizada através dos fótons do antiméson (correntes espirituais) e a centrípeta dos elétrons da matéria aos antielétrons ou pósitrons espirituais e aí ascende aos centros mais elevados. No campo dos elétrons (massa e onda com possível curvatura do espaço), há um buraco negro captando os fótons e registrando os fatos.
 Livro “Enfoques Científicos da Doutrina Espírita”, sobre lei de causa e efeito: o retorno do mal - e do Bem - se faz pela sintonia com causas imediatas ou não... quando não são imediatas, instalam-se nas camadas superiores ou profundas do espírito conforme a natureza e grau do desequilíbrio. Ali forma vórtices energéticos que ao maturarem afloram ao consciente objetivo. De fato, “paga-se” o mal ou pela dor que aflora ou pelo amor (trabalho neutralizador)”.
 Livro “Dinâmica Psi”, sobre as doenças somáticas e psíquicas: são jorros, derrames de absorções  de tóxicos mentais em encarnações pretéritas cujas reações dolorosas restauram o equilíbrio. A reconstrução se faz pelo Bem substituindo as ilhas ou núcleos incrustados de energias negativas por absorções sadias.
 Livro “Dinâmica Psi”, sobre a morte: espíritos pouco evoluídos imantam-se à matéria e custam desencarnar. As emanações do processo de cadaverização são absorvidas pelo perispírito. São emanações tóxicas. As principais são os hormônios das glândulas endócrinas e dentre estas a noradrenalina da suprarrenal, provocando alucinações. Quando encarnado, nas neuroses e psicoses há disfunções fisiológicas e não morfológicas. Os clarividentes observam os campos luminosos nas glândulas e raios circulantes no sangue. Quanto à patologia, seriam disfunções hormonais comandadas pelo espírito desequilibrado, causando alucinações e provocando reações anormais.
 Sobre o mesmo assunto, na “Revista Internacional de Espiritismo”, novembro/94: após a desencarnação, o espírito quase sempre hiberna, dorme para a histogênese perispiritual... Os mais evoluídos perdem as funções digestiva, excreção e sexual; os menos evoluídos conservam todas as funções.
 No mesmo artigo sobre o duplo-etéreo: é constituído pelas irradiações perispirituais e físicas, predominando as últimas; neuropsíquicas. Persiste por dias ou meses; são as energias sugadas na vampirização.
 Artigo no mesmo periódico e mesmo tema, mas edição de maio/94: O duplo é um campo cujos elementos são delicadas irradiações da matéria com expressivas modificações no desencarne. Desfaz-se com ou sem auxílio das equipes espirituais.
 No livro “Visão Espírita nas Distonias Mentais”, escreveu sobre a esquizofrenia: os delírios existem e também a percepção auditiva persecutória de entidades espirituais.
 Livro “Forças Sexuais da Alma”: as camadas de consciência envolvem de fora para dentro umas às outras como um envelope; o núcleo (inconsciente puro) é o último... Os núcleos em potenciação sexuais influenciam os demais, dando-lhes certo colorido emocional no consciente como aqui no periférico, esses tons são mais fortes e específicos.
 Jorge Andréa dos Santos escreveu mais de 30 livros. Boa parte deles está listada aqui. “Com Quem tu Andas?” (em colaboração com Hermínio C. Miranda e Suely Schubert); “Novos Horizontes da Parapsicologia” (1967); “Energias Espirituais nos Campos da Biologia” (1971); “Enigmas da Evolução” (1973); “Palingênese, a Grande Lei” (1975); “Energética do Psiquismo – Fronteiras da Alma” (1976); “Dinâmica Espiritual da Evolução” (1978); “Forças Sexuais da Alma” (1978); “Psicologia Espírita” – 1º. Volume (1978); “Os Insondáveis Caminhos da Vida” (1981); “Encontro com a Cultura Espírita” (1981), (em colaboração com Deolindo Amorim, A. Ferreira e Alexandre Seck); “Dinâmica Psi” (1982); “Correlações Espírito-Matéria” (1984); “Enfoques Científicos da Doutrina Espírita” (1987); “Impulsos Criativos da Evolução” (1989); “Lastro Espiritual nos Fatos Científicos” (1989); “Visão Espírita nas Distonias Mentais” (1990); “Nos Alicerces do Inconsciente” (1990); “Psicologia Espírita” – 2º. Volume (1991); “Busca do Campo Espiritual pela  Ciência” (1993); “Psiquismo: fonte da Vida” (1995); “Ciência, Espiritismo e Reencarnação” (2000); “Visão Espírita para o 3º Milênio” (2001) (assuntos diversos, organizados por Suely Schubert); “Segredos do Espírito” (1999); “Ressonância Espiritual na Rede Física” (2006); e o último deles,
 “Do outro lado da Matéria, Enigma da vida".     

Receba em casa a versão impressa do jornal Comunica Ação Espírita

Assine agora mesmo

ADE-PR © 2017 / Desenvolvido por Leandro Corso