ADE-PR: Associação de Divulgadores do Espiritismo do Paraná

Especial

Marca de nascença no menino Ian é evidência a favor da reencarnação. Assista o vídeo clicando aqui.

Jornal Comunica Ação Espírita | 128ª edição | 07 de 2018.

Dieta moral para uma consciência leve

Muita gente se preocupa em contar as calorias que ingere nos alimentos e suas inevitáveis consequências na balança. As razões podem ser apenas estéticas ou relativas à saúde.

Além de dietas, reeducação alimentar, nutricionista, muitos incorporam os exercícios físicos para ajudar na queima das calorias geralmente já transformadas em indesejáveis gordurinhas aqui e ali. Tudo muito bonito, muito justo e saudável... com o corpo.

Mas e a nossa alma ou a consciência que aqui até poderíamos tomar como sinônimos? Será que estamos lembrando com frequência sobre a importância de cuidar melhor da alimentação da alma uma vez que Jesus já afirmava que nem só de pão vive o homem?

Na questão 621 de “O Livro dos Espíritos” os Instrutores Superiores nos dizem que a lei de Deus está inscrita em nossa consciência e Agostinho, em “O Evangelho Segundo o Espiritismo”, que é a ela que devemos nos reportar quando estamos em dúvida sobre atitudes e decisões a serem tomadas na nossa vida diária.

Para que a nossa consciência não fique pesada e tenhamos que aliviá-la à força das dores expiatórias precisamos ficar atentos, “orar e vigiar”, evitando as ofensas, as agressões verbais, as traições, as maldades de todo tipo. Só assim podemos ter a garantia de que ao colocarmos a cabeça no travesseiro sentiremos a leveza de uma consciência que, mesmo distante da perfeição e do total cumprimento das leis divinas, ao menos abstém-se do pior e trava difíceis lutas no campo íntimo para se tornar a cada dia melhor do que na véspera.

É necessário cultivar hábitos saudáveis, ter a conduta pautada na honestidade, no exercício da tolerância e do perdão, na expansão da bondade e da solidariedade. É preciso o combate aos vícios físicos e morais, equilibrar o tempo e o dispêndio de energias à vida material com a prática da religiosidade. 

Faz-se recomendável usufruir do lazer saudável ao espírito com a escolha de eventos, locais e companhias adequados, cultivar boas leituras, filmes que enlevem, mas também edifiquem, frequentar ambientes culturais, absorver a harmonia da música, admirar a natureza.

Eliminar os pesos excedentes da consciência requer muito mais força de vontade e disciplina do que em relação ao corpo, porém, o resultado é imensamente mais significativo. Aos olhos de Deus o que importa é o conteúdo e não a embalagem. 

Que se cuide mais da beleza alma do que da estética do corpo, fazendo aquela brilhar como estrela no palco da vida, desde agora, do lado de cá. Perseverar representará a conquista da luz para a eternidade.

Receba em casa a versão impressa do jornal Comunica Ação Espírita

Assine agora mesmo

ADE-PR © 2018 / Desenvolvido por Leandro Corso