ADE-PR: Associação de Divulgadores do Espiritismo do Paraná

Especial

Marca de nascença no menino Ian é evidência a favor da reencarnação. Assista o vídeo clicando aqui.

Jornal Comunica Ação Espírita | 120ª edição | 06 de 2017.

Autorretrato

 A principal chamada de capa da edição nº 61 do nosso Comunica Ação Espírita, referente ao bimestre maio-junho de 2007, foi “Em Curitiba, a primeira universidade espírita do país completa quarenta e cinco anos” e o texto fazia ligeira introdução à reportagem de Gustavo Luiz Tomasi que ocupou as páginas centrais.
 Mas passemos antes às demais matérias da edição. O Editorial fez uma avaliação da Feira do Livro Espírita realizada no início daquele mês de maio. Este foi o último evento do gênero que a ADE-PR conseguiu realizar, visto que a Prefeitura Municipal de Curitiba dificilmente autoriza a comercialização de livros em espaços públicos.
 Na página 4, na seção Atualidades, Wilson Czerski tratou de “A transição intelecto-moral dos animais ao homem”. A motivação inicial para o artigo foi uma matéria da revista Veja, edição de março de 2001 que, por sua vez, baseava-se no livro “Primatas e Filósofos: Como a Moralidade Evoluiu”, do biólogo holandês Frans de Vaal.
 No boxe, texto destaque do artigo de Wilson, lemos: Quando vemos um papagaio demonstrar capacidade linguística de uma criança de dois anos e raciocínio de uma de quatro, trata-se, indiscutivelmente, de talento intelectual. Uma das ilações possíveis retiradas a partir do livro do autor holandês é que “a moral e a ética parecem não ser exclusivas ao ser humano”.
 Então chegávamos à reportagem sobre as Faculdades Integradas ‘Espírita’ fundada por Otávio Ulyssea. O texto falou de sua história, os serviços prestados à comunidade, de seus diferenciais, os trabalhos de pesquisa e sua consolidação. Destaque para as pesquisas na área da paranormalidade, como, por exemplo, as investigações se estados alterados de consciência gerados pela privação dos sentidos, podem contribuir para a percepção extrassensorial.
 Já o DMILIS ou Direct Mental Intersaction with Living Systems estuda como as sugestões mentais diretas podem afetar os seres humanos. Outro destes estudos denominava-se Micro PK que avalia a influência mental direta sobre sistemas eletrônicos, como computadores.
 Na seção Divulgar com Eficiência, o assunto abordado foi “Clube do Livro Espírita”, sendo que na edição em foco, examinou-se a primeira parte, uma vez que, embora muito resumido, não havia como alocar todos os tópicos essenciais de tão relevante tema em somente uma página.
 Nesta etapa inicial, portanto, analisou-se: finalidade, funcionamento, adesão, monitoria, expediente, retorno financeiro, cadastramento de associados, seleção dos livros e responsabilidade na escolha dos mesmos.
 Note-se que o texto em questão foi inteiramente baseado na obra “A Eficiência na Comunicação Espírita”, realização conjunta da equipe da ADE-PR e organizado por Wilson Czerski.
 Na página 9, Y. Shimizu resenhou o livro “Homossexualidade, Reencarnação e Vida Mental”, de Walter Barcelos, publicação da Editora Didier, “vasta e extenuante pesquisa sobre sexualidade nos livros de autoria do Codificador e nos livros ditados por Emmanuel e André Luiz, recebidos por Chico Xavier desde 1970”.
 A Revista Espírita de Kardec, seção criada num esforço da equipe de redação para chamar a atenção dos espíritas para a importância do magistral trabalho desenvolvido por Allan Kardec durante 12 anos, na edição ora relembrada, cobriu-se o período do 2º semestre de 1862. O assunto ‘suicídio’ abordado pelo Codificador em edições anteriores recentes, agora voltava a ocupar as páginas da Revue.
 Depois de apresentar números alarmantes na França de então, Kardec escreveu sobre as causas: loucura, embriaguez, febres altas – sic , por fim, a incapacidade de suportar as provas e expiações. A certa altura faz referência à hipocondria cujos sintomas hoje seriam diagnosticados como os correspondentes à depressão.
 Exatamente nove meses após o “Auto de Barcelona”, noticiou-se a morte do bispo responsável e seu espírito apresentou-se espontaneamente na Sociedade Parisiense de Estudos Espíritas, arrependido e pedindo preces.
 Na edição de dezembro daquele ano, Kardec voltou a abordar o caso dos “possessos de Morzine”, denominação do local assolado por uma epidemia de espíritos obsessores que vitimavam homens, mulheres e principalmente crianças. Convulsões, gritos, saltos furiosos, subidas em árvores e telhados, blasfêmias eram os sintomas para os quais os exorcismos e internamentos se mostravam inúteis. O caso durou cinco anos.
 Na página 11, outra seção fixa das edições de dez anos atrás deste jornal e intitulada “Por que saber?” e o tópico examinado foi “Da necessidade do dirigente espírita possuir conhecimento básico sobre administração de empresas”.
 E fechando a edição, a notícia sobre a parceria firmada entre a ADE-PR e a ADE-Japão, principalmente com a destinação regular de uma página do Comunica Ação Espírita às ações desenvolvidas pela congênere da “Terra do Sol Nascente”. Adalberto Prado de Morais, fundador da instituição divulgadora do Espiritismo no Japão, dekassegui saído do Brasil em 1997, fizera parte da equipe da própria ADE-PR, ocupando o cargo de tesoureiro desde a sua fundação, em 1995.
 Em contrapartida pelo espaço dado no jornal – que passou a ter uma parte de sua tiragem enviada bimestralmente para distribuição no Japão – a ADE-JP auxiliaria na manutenção financeira do periódico aqui no Brasil.

 

Receba em casa a versão impressa do jornal Comunica Ação Espírita

Assine agora mesmo

ADE-PR © 2017 / Desenvolvido por Leandro Corso