ADE-PR: Associação de Divulgadores do Espiritismo do Paraná

Especial

Marca de nascença no menino Ian é evidência a favor da reencarnação. Assista o vídeo clicando aqui.

Jornal Comunica Ação Espírita | 128ª edição | 07 de 2018.

A Doutrina Espírita nos liberta do quê, mesmo?

Segundo os Espíritos que atuaram na Codificação todas as religiões são respeitáveis desde que visem a melhoria do ser humano, tornado-o mais virtuoso e menos vicioso, mais espiritualizado e menos materialista.

Mas então qual o diferencial do Espiritismo, se o considerarmos sob o viés religioso? O que ele tem de melhor? Talvez um dos principais motivos esteja no seu caráter eminentemente libertador. Mas libertador de quê? 

A lucidez, a lógica de seus ensinamentos, faz com que o indivíduo assuma nas próprias mãos as rédeas de seu destino. Estudando e praticando, consciente de sua imortalidade, da justiça divina e da autoria e responsabilidade do próprio futuro, liberta-se da ignorância que o amarrava aos hábitos equivocados e consequente infelicidade.

Enfim, o Espiritismo mostra o caminho luminoso que o ser tem a sua frente e ele, confiante e sereno, faz o percurso de trabalho e progresso condutores da paz, da felicidade e da perfeição.

Mas para resumir, podemos dizer que o Espiritismo nos liberta das superstições, dos cultos e rituais, da necessidade de intermediação com Deus, da ignorância espiritual, até certo ponto das culpas, do medo da morte, do egoísmo e outros sentimentos negativos, do niilismo do materialismo, do medo de perder nossos afetos, até certo ponto da ansiedade, da depressão e da fé cega. 

Seria pouco? Parece remédio milagroso. Mas não é. Ele só poderá ter todos esses efeitos notados se o próprio indivíduo souber usá-lo adequadamente. Há um preço a pagar: estudá-lo séria e continuadamente e colocar o aprendizado teórico em prática. Até parece simples. Não é. Se fosse, o Espiritismo seria a maior religião ou corrente filosófica do ocidente.

Receba em casa a versão impressa do jornal Comunica Ação Espírita

Assine agora mesmo

ADE-PR © 2018 / Desenvolvido por Leandro Corso