ADE-PR: Associação de Divulgadores do Espiritismo do Paraná

Especial

Marca de nascença no menino Ian é evidência a favor da reencarnação. Assista o vídeo clicando aqui.

Jornal Comunica Ação Espírita | 135ª edição | 09 de 2019.

VOCÊ SABIA?

Edgar Cayce. O célebre médium e sensitivo norte-americano Edgard Cayce (1877-1945) brincava com parceiros invisíveis, via espíritos, como o avô falecido [1]. Primeiro curou uma laringite em si mesmo; depois socorreu outras pessoas. Às vezes, através de tratamento "psíquico", em outras, com remédios ou indicação de um médico. Talvez tenha sido o primeiro de quem se teve notícia como capaz de curar à distância [3].

     Estudou a reencarnação - ele próprio fora sumo sacerdote no Egito e depois um médico persa; previu a cromoterapia oficializada e via a aura [1]. O auge da fama ocorreu na década de 1960 graças ao filho [3]. Há um arquivo microfilmado de 14.000 “leituras psíquicas” de Edgard Cayce, inclusive de espíritos antes de reencarnar e durante a concepção [2]. 

[1] Revista Internacional de Espiritismo, junho/1991; 

[2] Jornal Espírita, agosto/1992; 

[3] LEWIS, R James, Vida após a morte. São Paulo, Makron Books do Brasil, 1997.

 

Autismo. Não só o esquizofrênico “se esconde” no corpo, mas também o autista; vida interior agitada e exterior apática. Espíritos há que buscaram, na alienação mental através do autismo, fugir às suas vítimas e apagar as lembranças que os acicatam, produzindo um mundo interior agitado ante uma exteriorização apática...[1].

A Dra. Helen Wambach sugeriu na década de 1980 que o autismo poderia indicar rejeição à reencarnação [2] e Manoel P. de Miranda, em “Loucura e Obsessão” diz que “Anderson, foi classificado como auto-obsessivo e que padecia de autismo grave e bem-avançado”.

A cada 68 crianças no Brasil, uma é autista enquanto a incidência da Síndrome de Down é de uma a cada 700. Segundo os estudos médicos, o autismo pode estar relacionado a fatores muito diversos como idade avançada dos pais na concepção e nascimento prematuro... é essencialmente um transtorno ainda misterioso, de origem incerta.

[1] DIVERSOS, Saúde e Espiritismo. São Paulo, Associação Médio-Espírita do Brasil, 1998.

[2] Schubert, Suely Caldas. Transtornos Mentais. Catanduvas-SP, InterVidas, 2012.

[3] Veja, nº 2.540, 26/07/2017.

Receba em casa a versão impressa do jornal Comunica Ação Espírita

Assine agora mesmo

ADE-PR © 2020 / Desenvolvido por Leandro Corso