ADE-PR: Associação de Divulgadores do Espiritismo do Paraná

Especial

Marca de nascença no menino Ian é evidência a favor da reencarnação. Assista o vídeo clicando aqui.

Jornal Comunica Ação Espírita | 100ª edição | 11 de 2013.

Conselho Nacional das Entidades Especializadas Espíritas

Por Marcelo Henrique Pereira

  • Representantes das Entidades Especializadas reunidos com a FEB em 12 de outubro Foto: FEB Representantes das Entidades Especializadas reunidos com a FEB em 12 de outubro Foto: FEB

No último dia 12 de outubro, na sede da Federação Espírita Brasileira (FEB), estiveram mais uma vez reunidas as Entidades Especializadas Espíritas de Âmbito Nacional que compõem o Conselho Nacional das Entidades Especializadas (CNE-FEB), o qual substitui desde abril do corrente, o Fórum destas entidades, que desde meados da década de 1990 se reúne como agrupamento de entidades que, dentro das áreas de suas especialidades, podem fornecer apoio, orientação e atuação junto ao Movimento Espírita Brasileiro. Estiveram presentes a Associação Brasileira de Divulgadores do Espiritismo (ABRADE), por nós representada, e as associações de magistrados, juristas, médicos, psicólogos, militares, esperantistas e artistas espíritas, além da Organização da Sociedade Civil André Luiz (OSCAL). 

Por ocasião desta reunião foi apresentada a minuta do Regimento Interno do referido Conselho, que passará a operar em posição de horizontalidade em relação ao Conselho Federativo Nacional (CFN-FEB), dinamizando ainda mais as atividades e ações no movimento nacional. O Conselho é formado paritariamente pelos representantes das instituições especializadas e pela FEB, que o preside, e as entidades irão eleger, futuramente, os membros da Secretaria do CNE-FEB, sendo um Secretário-Geral e dois Secretários-Adjuntos, todos com mesmos direitos à voz e voto. Outras entidades de idêntica natureza poderão vir a ser convidadas ou solicitar ingresso no conselho, ampliando ainda mais o espectro de sua atuação e os resultados em prol da difusão do Espiritismo.

Referida minuta estará sendo apreciada pelas diretorias das Especializadas por um período de trinta dias, já que sua redação foi elaborada em conjunto e votada, restando aprovada. Destacam-se no regimento:

a) Constituição de um órgão especial da própria FEB que o preside, mas sem qualquer subordinação ou dependência hierárquica das Especializadas em relação à federativa;

b) Instituição da Secretaria-Geral do CNE-FEB, formada por três representantes de Especializadas, um titular e dois adjuntos, para a condução dos processos de apreciação, análise e definição de ações e que oficiarão junto ao CFN-FEB, construindo pontes para a disseminação do conhecimento espírita; e,

c) Estabelecimento da Assembleia Geral das Especializadas (ordinária ou extraordinariamente), com decisões tomadas por maioria simples dos presentes, em isonomia e igualdade de peso. 

d) O CNE-FEB, cujo modelo estará em constante aperfeiçoamento, se reúne ordinariamente no primeiro semestre e extraordinariamente por convocação. Suas atividades estarão no campo das atitudes políticas dos espíritas, como exorta Bezerra, voltada para os homens, o progresso e paz social, na edificação do Reino de Amor neste orbe. E é para isso que o Conselho Nacional das Entidades Espíritas Especializadas estará focado.

Referências

(*) Presidente da ADE-SC e diretor da Abrade

Receba em casa a versão impressa do jornal Comunica Ação Espírita

Assine agora mesmo

ADE-PR © 2021 / Desenvolvido por Leandro Corso