ADE-PR: Associação de Divulgadores do Espiritismo do Paraná

Especial

Marca de nascença no menino Ian é evidência a favor da reencarnação. Assista o vídeo clicando aqui.

Jornal Comunica Ação Espírita | 100ª edição | 11 de 2013.

O século da mente e do espírito

  • Dr. Edson Tristão Presidente da AME-Paraná, professor titular de Obstetrícia da UFPR e Conselheiro do Centro Espírita Luz da Caridade, em Curitiba. Dr. Edson Tristão Presidente da AME-Paraná, professor titular de Obstetrícia da UFPR e Conselheiro do Centro Espírita Luz da Caridade, em Curitiba.

O poder do pensamento sempre foi pesquisado e experimentado pela curiosidade dos sábios na história do homem, mas nunca seu estudo foi objeto de tantas avaliações como ocorre neste século.

        Travam-se verdadeiras batalhas entre grupos de pensadores e cientistas a respeito da sua origem, tentando certificar-se da sua gênese ser extrafísica ou não. A defesa de que sua emissão está fora dos limites do corpo físico, sendo feita por um ser imaterial que sobrevive ao corpo, tem recebido o apoio de alguns “pesos pesados” da ciência, como Amit Goswami (A Física da Alma) e Bruce H. Lipton (A Biologia da Crença).

        Para os espíritas, essa constatação é apenas a confirmação dos preceitos amplamente divulgados no Livro dos Espíritos há mais de 150 anos, no qual se ensina que o pensamento vem do espírito, ser imaterial que usa o corpo apenas como instrumento de evolução.

Sendo o espírito, então, o foco de emissão do pensamento, chega-se nos dias atuais ao entendimento de que este pode atuar na organização biológica de cada um, levando-a ao desequilíbrio ou normalizando as alterações já instaladas. As causas genéticas, até então responsáveis por uma série de doenças nos seres humanos, passam a ter suas participações minimizadas, uma vez que as predisposições estão nos genes, como um programa de computador. A senha que dispara o gatilho para desencadear a doença seria fruto do que se pensa aliado às emoções de cada pessoa. Ser saudável ou doente, na maioria das vezes, passa a ser uma opção do espírito ao usar o seu livre arbítrio ao tomar decisões corretas ou erradas.

A força do pensamento agindo no corpo físico já pode ser constatada através de aparelhos como o PET (Tomografia por Emissão de Pósitrons), como demonstrou o neurocientista Andrew Newberg, da Universidade da Pensilvânia (EUA), ao realizar experimentos com monges budistas tibetanos. Durante a meditação foi detectado um decréscimo nas atividades do lobo parietal, área ligada à orientação temporal e espacial. A diminuição de fluxo sanguíneo nessa região pode ser a responsável pela sensação de “flutuação” que muitas vezes ocorre durante a meditação.

No Brasil, existe uma linha de pesquisa em meditação, yoga e outras técnicas complementares de saúde na Unidade de Medicina Comportamental do Departamento de Psicobiologia da Unifesp (Escola Paulista de Medicina), coordenada pelo professor José Roberto Leite, com elaboração de trabalhos em nível de Mestrado e Doutorado. Alguns trabalhos como o doutorado da psicobióloga Elisa Kazasa, sobre meditação e respiração, o pranayama. Demonstrou melhora da ansiedade, depressão e melhorou o grau de atenção dentre outros parâmetros avaliados.

As curas energéticas através do passe e da oração (irradiação) também passaram a ser estudadas através de pesquisas científicas bem delineadas. Os indícios são bastante promissores de se conseguir provar a eficiência curativa desta terapêutica.

Massaru Emoto, autor do livro A Mensagem da Água, elaborou trabalhos a respeito de mentalização sobre os cristais de água, demonstrando a captação das emoções e dispondo-se em arranjos equilibrados ou desarticulados, dependendo os tipos de pensamentos emitidos. O autor extrapola essas ações para a água que compõe o corpo físico do ser humano, com aproximadamente 70% no adulto e 90% na criança podendo ter repercussões na saúde e na doença.

O tratamento do câncer pelo casal Simonthon, Carl e Mathewa, através dos cursos de mentalizações que tiveram início em um dos maiores centros de tratamento de câncer do mundo, o Câncer Counseling and Research Center em Dallas, no Texas, demonstrou importante efeito em pacientes que estavam em tratamento paliativo, destacando a importância do pensamento, as ações da sua força e a vontade de ser curado pelo paciente, necessários para a mudança da fisiologia alterada de qualquer dos órgãos do corpo físico.

Instrutores espirituais como Emmanuel, André Luiz e Joanna de Ângelis, através de inúmeras obras psicografadas, tem chamado a atenção para a importância do pensamento nos processos de equilíbrio e desequilíbrio. No livro Entre Dois Mundos, ditado pelo Espírito Manoel Philomeno de Miranda e psicografado por Divaldo Pereira Franco, pode se ler na pág. 165:

 

 “Pensar bem, portanto, já não tem sentido apenas ético e religioso, mas uma abrangência muito maior que é psicoterapêutico, preventivo e curador.”              

 

A comprovação das sintonias mediúnicas, explicadas detalhadamente no Livro dos Médiuns, recebe subsídio científico através de descobrimentos atuais como o aparelho iBrain, idealizado pelo neurocientista Philip Low, de Cambridge, na Inglaterra. Esse aparelho está sendo testado em Stephen Hawking, um dos maiores físico desse século e portador de doença degenerativa que atualmente é capaz de movimentar apenas o músculo da mastigação. O iBrain mapeia os impulsos elétricos  cerebrais com o uso de um canal de captação e um programa de computador. Quando Hawking pensar, por exemplo, que deseja mover o braço ou perna, as ondas cerebrais serão captadas, interpretadas e o computador realizará o movimento. É o pensamento sendo captado pela máquina e também pelo cérebro humano transmitindo-se mensagens entre o plano físico (computador) e o mental (não físico).

        Na Suíça, cientistas da Escola Politécnica Federal de Lausanne desenvolveram uma cadeira de rodas para paraplégicos, dirigida apenas pela mente do condutor. O cientista brasileiro Miguel Nicolelis, que trabalha atualmente nos Estados Unidos, realiza pesquisas para o aprimoramento dos exoesqueletos (espécie de armadura para ser usada por tetraplégicos), sendo possível o deslocamento apenas pela força da mente. É a comprovação do pensamento do espírito movendo a matéria.

        A Ciência Espírita, a despeito do orgulho e da incredulidade acadêmica, está na vanguarda desses profundos questionamentos, valorizando a importância do espírito eterno que sobrevive às vestimentas temporárias que é o corpo físico, necessário para a jornada terrena.

        Fé e razão são os pilares fundamentais dos postulados espíritas nesse século de valorização do princípio inteligente chamado de Alma ou Espírito que convida a todos aqueles que já alcançaram a maturidade dos pensamentos e das reflexões para o estudo das suas potencialidades. A Associação Médico Espírita do Paraná (AME Paraná) sente-se honrada em participar dessa caminhada, parabenizando a Associação de Divulgadores do Espiritismo do Paraná (ADE-PR), por ser um elo a mais dessa corrente de conhecimento.

Referências

(*) Presidente da AME-Paraná, professor titular de Obstetrícia da UFPR e Conselheiro do Centro Espírita Luz da Caridade, em Curitiba.

Receba em casa a versão impressa do jornal Comunica Ação Espírita

Assine agora mesmo

ADE-PR © 2021 / Desenvolvido por Leandro Corso